Xequerês agora na ARTECA

Os xequerês/agbês podem ser encontrados na lojinha da Associação dos Artesões de Cananéia, localizada no Centro Histórico. Confira!

Sobre a ARTECA – Associação dos Artesãos de Cananéia tem sua história intimamente relacionada com a Conservação da Biodiversidade & Desenvolvimento Sustentável, das comunidades do entorno do Parque Estadual do Lagamar de Cananéia.

Essa audaciosa missão de integrar Conservação da Biodiversidade & Desenvolvimento Sustentável teve início há cinco anos, em 2005, quando o IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas (www.ipe.org.br) expandiu seu “Programa para Conservação do Mico-Leão-da-Cara-Preta (Leontopithecus caissara)” para a região Continental de sua ocorrência, na região do Ariri, em Cananéia. O Mico-Leão-da-Cara-Preta é uma das espécies de primatas mais seriamente ameaçadas de extinção do mundo, com apenas cerca de 400 indivíduos na natureza, restritos à Ilha do Superagui – Parque Nacional do Superagui e a região do Ariri – Parque Estadual do Lagamar de Cananéia.

Além do avanço das pesquisas ecológicas e biológicas sobre o mico-leão-da-cara-preta e sua floresta, entre 2005 e 2009 a equipe do IPÊ adquiriu um sólido conhecimento da situação local e pode desenvolver senso de justiça e sensibilidade perante essas condições. Esse período foi também fundamental para que os pesquisadores da instituição fossem aceitos e vistos com respeito, confiança e seriedade pelas comunidades do entorno do Parque Estadual do Lagamar, condição fundamental para que seu programa de conservação pudesse dar novos passos rumo a sua missão.

Como estratégia para integrar Desenvolvimento Sustentado & Conservação da Biodiversidade, o IPÊ realizou em Abril de 2009 um fórum participativo que envolveu diversas lideranças comunitárias e agências governamentais da região – a Econegociação. Durante a Econegociação os diversos participantes estabeleceram os maiores problemas e desafios da região e definiram sonhos e objetivos a serem atingidos em médio prazo.

ARTECA foi um desses sonhos, uma sábia estratégia de geração de renda, melhoria da qualidade de vida, organização das comunidades, e valorização da cultura e hábitos caiçaras. O envolvimento de outras instituições, a consolidação de parcerias e o empenho de várias pessoas foram fundamentais para que a ARTECA se tornasse realidade, melhorado a qualidade de vida dos artesãos das comunidades do entorno do Parque Estadual do Lagamar e divulgando a arte e cultura caiçara. Na esteira deste sonho seguem também outros artesãos, que moram e vivem no centro e acreditam que através da arte podem sobreviver e colaborar para a identidade do Município de Cananéia.

Para que o idealismo tomasse forma, foi essencial a parceria formada com o ABRIGO DOS IDOSOS, que cedeu o espaço que abrigará permanentemente em exposição e venda os produtos dos artesãos. Os resultados obtidos com as vendas reverteram em parte como doação ao tão carente Abrigo dos idosos.

A equipe do IPÊ e os envolvidos na Econegociação seguem empenhados em seu trabalho para que os sonhos e objetivos definidos durante o workshop, assim como a ARTECA, se tornem a realidade de um futuro próximo, mais justo, sustentável e com sucesso na conservação da incrível biodiversidade da região do Lagamar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: